Restrição Interna de crédito, o que fazer para remover?

Há um grande problema para aquelas pessoas que já ficaram negativadas: o CPF do indivíduo acaba gerando uma restrição interna de crédito. Muitas vezes, quando ela é paga ou seja renegociada, é muito provável que aquela mancha continue no seu histórico. Querendo ou não, esse fator pode ser muito prejudicial para a sua imagem financeira.

No entanto, é possível encontrar algumas soluções para se livrar desse problema. Sendo assim, ao ler o artigo abaixo, você poderá ter todas as informações necessárias para limpar o seu nome e, consequentemente, ter um melhor desempenho em análises de créditos.

O que é a restrição interna de crédito?

restrição interna

Se você é um consumidor e acabou se deparando com o termo “restrição interna de crédito” e não sabe o que significa, mantenha a calma. Isso acontece porque alguma empresa que oferece crédito disponibilizou o seu CPF dentro de alguns dos bancos de dados de inadimplentes por causa de alguma dívida.

Antes de mais nada, é preciso fazer uma consulta completa ao Código de Defesa do Consumidor para garantir que essas informações realmente procedem ou se fazem sentido graças a uma dúvida feita no passado. Isso porque você não pode ser exposto, muito menos submetido a algum constrangimento.

A restrição interna de crédito no banco é uma justificativa encontrada pelas instituições financeiras para que um cliente em específico seja visto com um histórico de inadimplência e, consequentemente, não consiga pegar algum crédito em bancos. É uma espécie de proteção criada pelas instituições para não perder com as faltas de pagamento.

Muitos bancos utilizam, comumente, os históricos de quitação para saber se os seus clientes podem ou não utilizar as linhas de crédito disponíveis. Assim, eles conseguem criar um banco de dados próprios, adicionando o nome daquelas pessoas que não estão tão em dia assim com as suas despesas.

Como posso pagar uma dívida negativada?

pagar divida restrição interna

O primeiro passo que um credor deve tomar quando possui uma dívida negativada é entrar em contato com a empresa com a qual acabou gerando aquela dívida.

Assim, ele poderá fazer uma negociação para conseguir pagar o valor que ainda falta de uma maneira mais confortável e que seja favorável para ambas as partes.

É importante lembrar, no entanto, que a empresa não será obrigada a oferecer algum tipo de desconto ou parcelamento para quem está negativado.

Ainda assim, é possível fazer uma negociação amigável para que o dinheiro seja recebido o mais rápido possível.

Por quanto tempo o nome ficará sujo no banco?

Assim como dito anteriormente, cada empresa formula um banco de dados com seus clientes para saber quais estão em dia com os seus pagamentos e quais não pagaram dentro do prazo estabelecido. Então, isso pode acabar gerando certa dor de cabeça para o credor.

Uma dívida pode prescrever em um prazo de 5 anos. De acordo com o Código de Defesa do Consumidor, quando a dívida prescreve, o nome do inadimplente deverá ser retirado do sistema de proteção de crédito. No entanto, a dívida continuará existindo e o seu nome pode demorar alguns dias para sumir totalmente da plataforma.

Como se livrar da restrição interna de crédito?

restrição interna banco

Caso o consumidor tenha alguma restrição interna de crédito explicitada pelo banco responsável, significa que alguma dívida ainda está pendente e ele não poderá fazer uma nova solicitação de crédito. Assim como dito anteriormente, mesmo que seja paga, a dívida continua existindo.

Para o credor, aquelas parcelas continuarão existindo, a não ser que o pagamento seja completamente quitado e, por isso, as empresas irão criar uma lista negra para que se mantenham atualizadas acerca dos quadros de dívidas de cada um de seus clientes.

Então, para que a restrição interna de crédito desapareça por completo, será preciso que o cliente pague a sua dívida por completo, até o último centavo, evitando que o nome continue sujo. No entanto, se isso não for possível, será necessário buscar outras linhas de crédito em instituições financeiras diferentes.

Ainda assim, pode ser um pouco mais complexo do que se pode imaginar. Para garantir que as empresas se mantenham em pleno funcionamento, as instituições compartilham entre si as listas negras, o que acaba dificultando que inadimplentes consigam solicitar crédito, ainda que não tenham uma conta naquele banco em específico.

Métodos legais para remover a restrição interna de crédito

Caso você realmente não consiga se livrar da restrição interna de crédito, ainda que os 5 anos tenham passado e a prescrição aconteça, será necessário tomar algumas medidas legais para conseguir liberar o seu nome e poder solicitar crédito novamente.

O primeiro passo será entrar em contato com a ouvidoria do banco que faz parte da restrição. Outra opção é efetuar uma reclamação com o PROCON do seu Estado para que o banco seja obrigado a retirar a restrição ou ajuizar uma ação no Juizado Especial Cível, o qual possui uma taxa de sucesso elevada.